Acompanhe as notícias da Aceleradora Herd e as atualizações sobre nossas startups.

Nosso blog reúne as notícias mais recentes dos nossos trabalhos. Para mais informações, siga nossas redes sociais e entre em contato conosco!

Voltar

Por que acelerar mulheres?

Redação Herd

31 de maio de 2019

Empreender é algo que exige esforço e disciplina da pessoa que se propõe a abrir um negócio, independente do gênero. Porém, na maioria dos casos, a jornada da mulher empreendedora contém tarefas e desafios que um homem não possui, como conciliar casa, filhos e a pressão pelo padrão estético. A própria trajetória da mulher na sociedade já impõe obstáculos e acesso a oportunidade limitadas.

Aqui neste artigo indicamos algumas das principais barreiras enfrentadas, destacando a importância de existir uma aceleradora pioneira focada neste público, que se preocupa em não apenas acelerar negócios, mas impulsionar as mulheres na sociedade, contribuindo com a construção de um mundo mais igualitário.
Observamos que uma das primeiras barreiras enfrentadas refere-se ao desenvolvimento de seu capital humano, poucas mulheres são incentivadas desde jovem a pensarem em negócios e finanças, e consequentemente, a abrirem seu próprio negócio. Logo na infância, os meninos recebem brinquedos como carrinhos, ferramentas e blocos de construção, enquanto as meninas recebem bonecas e utensílios de cozinha. Isso durante seu desenvolvimento humano é refletido nas escolhas profissionais e preferências de áreas de atuação – como o notório déficit de mulheres nas ciências exatas e o excedente nas faculdades de pedagogia, e um consequente e injusto demérito das funções ditas como femininas em relação às masculinas. Por isso que em um processo de aceleração como o desempenhado na Aceleradora Herd, nós oferecemos capacitações para suprir hard e soft skills como desenvolver o espírito de liderança, saber precificar seus produtos e ter noções de investimentos e finanças.

A segunda barreira que as mulheres empreendedoras enfrentam é a carência de capital social, ou seja, a dificuldade de realizar networking, pois sua rede geralmente fica restrita a familiares e amigos próximos. Além de defrontar com preconceitos, principalmente em situações em que uma mulher precisa negociar ou propor parceria com um homem, situação desconfortável que dificilmente ocorre em um networking entre empreendedores masculinos. Devido a isso a ações organizadas pela Rede Mulher Empreendedora (iniciadora da Aceleradora Herd) se configuram em verdadeiros oásis para essas mulheres empreendedoras, pois em um ambiente acolhedor são oferecidos eventos – como o Café com Empreendedoras, que contém momentos para exercício de networking. As aceleradas Herd contam com o suporte de conexões estratégicas e auxílio de mentores que podem multiplicar a rede de contato dessas mulheres. Possibilitando também o acesso a investidores, que é outra barreira presente em suas vidas, o acesso ao capital financeiro.

Todo este cenário demonstra que as barreiras sociais, políticas e culturais reduziram a participação das mulheres na economia, afinal quantas mulheres brasileiras já chegaram ao cargo de presidentes de grandes empresas ou até mesmo do país? Levando em conta que as brasileiras só tiveram direito de votar em 1932 – e ainda contando com a autorização do marido.

Essa falta de representatividade, suporte e credibilidade com os trabalho desempenhado por mulheres afeta sua autoconfiança, a famosa síndrome da impostora – quando a pessoa não se considera boa o suficiente para ocupar determinada posição, gerando uma autocobrança excessiva e sentimento de incapacidade. Diversas empreendedoras não se vêem como empresárias, donas de negócios escaláveis, infelizmente muitas depreciam suas idéias ou minimizam o seu esforço associando o sucesso a sorte e não ao mérito de seu esforço.

Aqui voltamos ao título deste texto, por que acelerar mulheres? Porque nossa sociedade ainda apresenta larga desigualdade de gênero acrescida de um preconceito e construção social do que seria o papel da mulher na sociedade, determinado onde e em que área elas devem atuam. Mas na Aceleradora Herd nós acreditamos que a mulher pode atuar e estar no lugar em que ela desejar, independentemente do que os padrões digam. E para isso oferecemos todo suporte para que as empreendedoras decolem seus negócios, pois quando uma mulher cresce ela leva consigo todos ao redor, seja a família, os amigos e até mesmo a sociedade.

 

__

Ingrid Sandrini, comunicação e eventos da Aceleradora Herd.

 

 

Compartilhar